Sejam bem vindos!

Este site é feito para auxiliar nas disciplinas ministradas por mim. Agradeço a sua visita.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

19a Aula de Máquinas Elétricas CA

Olá turma, boa tarde!

Nessa aula percebemos que o circuito equivalente da máquina síncrona é bem diferente do circuito equivalente do MIT. No diagrama da máquina síncrona operando em regime temos apenas representadas as grandezas estatóricas da máquina visto que as grandezas do rotor não tem influência direta sobre o estator, exceto para a definição do nível da tensão gerada internamente no estator (E0), pois depende do valor do campo de excitação produzido no rotor. Portanto, indicar a tensão gerada no estator é o suficiente para representar o rotor no circuito equivalente da máquina síncrona em regime.

Temos então para o circuito equivalente do estator a tensão gerada em série com a resistência, que representa as perdas joule, e reatância indutiva, que representa a reação da armadura e a auto-indutância estatórica.
De posse do circuito equivalente podemos fazer análises de operação em regime (inclusive os diagramas fasoriais para qualque condição de carga em regime).

Por fim, pode-se também encontrar as características de regulação de tensão do gerador, que representa a variação da tensão terminal desde a condição em vazio até a plena carga tomando como referência a tensão de plena carga.

O resumo da aula encontra-se para download abaixo.

http://www.4shared.com/document/2RtX50Fi/aula2.html

Att.
Emannuel Julião Fernandes

terça-feira, 26 de outubro de 2010

18a Aula de Máquinas Elétricas CA

Olá turma, bom dia!

Iniciamos nosso estudo sobre máquinas síncronas e vimos diversas características interessantes dessas máquinas na introdução da aula. Por exemplo:

- Vimos que a máquina síncrona deve sempre ser alimentada com Vdc para gerar o eletroímã no rotor;
- Vimos que a máquina pode operar como motor ou gerador, sendo uma máquina que opera a uma velocidade constante de rotor.
- Vimos que um motor síncrono em vazio pode funcionar como um compensador síncrono e podemos obter operação em qualquer fator de potência desejado, atrasado, unitário ou até mesmo adiantado.
- Falamos de características construtivas do rotor e estator.
- O estator é semelhante ao no MIT, sendo fechado em Y para reduzir 3a harmônica e isolação dos condutores, cooperando para um aumento de bitola dos condutores e potência da máquina.
- O rotor pode ser de pólos lisos ou de pólos salientes, etc.

Em seguida, entramos em alguns detalhes do funcionamento da máquina síncrona como gerador, como se constitui a alimentação do rotor através de gerador dc solidário, as tensões induzidas e de que grandezas elas dependem. Falamos do controle de tensão pela corrente de excitação como sendo o meio mais viável e por fim falamos da curva de saturação do gerador síncrono.

Até a próxima aula turma.
A nota dessa aula encontra-se abaixo para download.

http://www.4shared.com/document/LVNTV6XL/aula1.html

terça-feira, 19 de outubro de 2010

17a Aula de Máquinas Elétricas CA

Olá turma, bom dia!

Nessa aula discorremos sobre a NBR 7094, que trata das especificações de motores de indução. Um melhor entendimento com riqueza de detalhes pode ser obtido pela leitura da referida norma, disponível abaixo para download (não é a versão mais atualizada).

A seguir a NBR 7094, Máquinas elétricas girantes - Motores de Indução - Especificação.
http://www.4shared.com/document/8ZZLGofI/NBR_07094_-_2003_-_Motores_de_.html 


Recomendo a leitura da Norma NEMA, que serviu de base para a NBR. Download abaixo.

A seguir a norma NEMA/ANSI sobre motores e geradores de 2004, MG-1.
http://www.4shared.com/document/Wgj5fxDR/ANSI-NEMA_MG_1-2003_Revision_1.html 


Att.
Emannuel Fernandes

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

16a Aula de Máquinas Elétricas CA

Olá turma, bom dia!

Nessa aula vimos como algumas variáveis no MIT se relacionam na região que compreende a operação em vazio até a região de operação em plena carga. Vimos que tal região pode ser aproximada por uma reta e relações lineares entre variáveis podem ser extraídas, cmo segue abaixo:

s = (k x Torque x Resistência do Rotor) / (tensão de linha)²

Podemos então, a partir de um ponto de operação dado, descobrir um novo ponto de operação fazendo uso das fórmulas de cálculos rápidos do MIT e da relação acima modificada para esse fim, conforme abaixo:

sn / sa = (Tn/Ta) x (Rn / Ra) (Va / Vn)²

onde "n" representa a nova condição e "a" representa a condição atual.

Obs: Se o novo torque respeitar a relação - Tn < Ta x (Vn / Va)², temos garantido um erro menor que 5%.

Att.
Emannuel J. Fernandes

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

3a AP1: Circuito equivalente de MIT (BREVE GABARITO/RESULTADO)

Caros Alunos, bom dia!

A prova aplicada segue abaixo.

http://www.4shared.com/document/xv8blMdD/AP3.html

Att
Emannuel J. Fernandes

15a Aula de Máquinas Elétricas CA


Olá Turma, bom dia.

A 15a aula consistiu na resolução de um exercício que contempla a definição do circuito equivalente de um MIT a partir dos resultados de ensaio em vazio e rotor bloqueado. Em seguida obteve-se o torque nominal na velocidade nominal, então, calculou-se a velocidade crítica e o torque crítico. Por fim, aproximou-se a curva da região de operação por uma reta entre os pontos do gráfico torque x velocidade recém encontrados.

Nota: A questão resolvida segue para download abaixo e consta da tabela de resultados de ensaio corrigida, pois a tabela apresentada em sala de aula incorreu em erros de tipografia (forma elegante de dizer que copiei a tabela errada, rsrs).

http://www.4shared.com/document/rybM4RC4/questao_prova_corrigida.html

Att
Emannuel J. Fernandes

13a e 14a Aulas de Máquinas Elétricas CA

Olá Alunos, bom dia!

Devido a restrições de tempo não poderei estar postando aqui essas duas aulas, em forma eletrônica, mas colocarei as notas escaneadas das últimas três aulas da unidade V, modelagem em circuito equivalente de máquinas de indução, disponíveis para download abaixo.

http://www.4shared.com/document/DzBX_Jp6/nota_aula.html

Att
Emannuel J. Fernandes

domingo, 3 de outubro de 2010

2a AP1: Cálculos rápidos de MIT (RESULTADO)

Olá Alunos, boa noite!

O resultado dessa avaliação segue abaixo:

Henrique Augusto Pires de Melo - 8,0
Francisco Lúcio de Carvalho - 8,25
Erick de Lima Goulart - 9,4
Natalia Carneiro - 5,0
Iana Capistrano Pinto - 9,41
Pietro Antonio - 9,0
Edilson Malcher Muniz - 9,7
Mielle Ricardo - 9,7

Os resultados foram bem animadores, parabéns a todos.

Temos então a seguinte disposição de notas até agora, abaixo.


MATRICULA NOME DO(A) ALUNO(A) P 1 P 2 P 3 P 4 P 5 P 6 P.FINAL Média Final SITUAÇÃO FINAL
711265 ALEXANDRE FERREIRA CARNEIRO 8,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

1013331 DRAULIO BRASIL SOARES NETO 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

711272 EDILSON MALCHER MUNIZ 10,0 9,7 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

611527 ERICK DE LIMA GOULART 10,0 9,4 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

511694 FRANCISCO LÚCIO DE CARVALHO 10,0 8,3 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

310954 HENRIQUE AUGUSTO PIRES DE MELO 10,0 8,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

711279 IANA CAPISTRANO PINTO 10,0 9,4 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

711291 MIELLE RICARDO BARBOSA 10,0 9,7 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

511704 NATALIA CARVALHO CARNEIRO 0,0 5,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0

920928 PIETRO ANTONIO DA ROCHA MORAIS 10,0 9,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0















Dúvidas e inconsistências, favor entrar em contato o quanto antes.
Att.
Emannuel J. Fernandes
 
PROF. EMANNUEL FERNANDES, MS. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.